segunda-feira, 30 de junho de 2008

Morador de rua passa em concurso público

ACREDITE
Dormindo há 12 anos na rua, um homem passava os dias estudando sozinho e acabou passando no concurso do Banco do Brasil
Ubirajara Gomes da Silva, 27 anos, fugiu de casa aos 15 anos, quando cursava a 6ª série. Era vítima constante de agressões físicas e psicológicas. Desde então, vive nas ruas. Dorme em bancos de praças. Em 2001, resolveu voltar a estudar, freqüentar escolas públicas para ter acesso à merenda e poder comer para viver. Hoje, Ubirajara Gomes da Silva deve começar a fazer os testes exigidos para ser contratado como escriturário pelo Banco do Brasil. São testes de saúde e uma entrevista que funciona como teste psicológico. Nele, Ubirajara terá que contar a sua vida. Até a madrugada de ontem, ele não sabia que história contaria. Tinha medo de contar a verdade. Uma verdade que ele mesmo considera inacreditável. Há um ano, Ubirajara foi aprovado no concurso do Banco do Brasil. Ficou na 136ª colocação no Recife. Eram mais de 19 mil candidatos. Na última semana, finalmente, foi convocado para assumir o cargo. Porém, Ubirajara sequer tinha um documento. Nem a certidão de nascimento. Este homem praticamente não existia para a sociedade. Ele mesmo se sentia 'invisível', talvez até 'irreal'. Isso explica porque durante a entrevista para esta reportagem, Ubiarajara perguntou várias vezes que impressão estava causando. 'O que será que as pessoas vão pensar de mim?', questinava, com a insegurança de quem está se sentindo real pela primeira vez na vida. Há 12 anos, Wbirajara da Silva mora pelas ruas do Recife.
*

*
AS PRIMEIRAS NOITES NA RUA
Wbirajara relata constantes agressões físicas e psicológicas que sofria na casa da avó. De lá veio o termo 'retardado', que ele não esquece. Aos 15 anos, costumava fugir de casa. Aos poucos, as fugas eram cada vez mais longas. Cada vez mais sem rumo. Longe de casa, sem dinheiro, começou a dormir pelos cantos. Primeiro, na Avenida Guararapes. Depois, na rampa do Hospital da Restauração. Ele resume essas noites em dois sentimentos: 'medo e solidão'. Sentimentos que parecem capazes de resumir as piores noites da vida de qualquer pessoa. No caso dele, não eram as piores. Eram todas.

A VIRADA
Wbirajara estava na 6ª série quando saiu de casa. E, nos primeiros anos sem teto, o seu único objetivo era sobreviver. E não há exagero ou qualquer tom heróico nessa afirmação. A vida na rua tem suas regras. Suas leis. O cotidiano das calçadas não permite escolhas. Não permite pudores. Nem princípios.Não podemos esquecer que esta é, antes de mais nada, a história de um morador de rua. E, nesse ponto, por muito tempo, Ubirajara foi só mais um.Um dos que pediam esmola, um dos que não cortavam o cabelo, dos que vestiam trapos, dos que sentiam fome, dos que precisavam fazer qualquer coisa para comer (neste caso, não se faz necessário detalhar o'qualquer coisa'). Violentado de todas as formas. Noites de culpa. Noites de dor.

Em 2001, o garoto decidiu voltar a estudar. Foi quando iniciou a reaproximação com os livros, as revistas e os jornais: 'Tudo que parava na minha mão, eu sempre lia. Acho que esse foi o meu grande diferencial inclusive nos concursos'. Estudando nas ruas, Ubirajara passou nas duas provas de supletivo e recebeu o diploma do ensino médio. Ainda assim, continuou freqüentando os colégios. Continua, aliás. Por um só motivo: as merendas.
A reaproximação com os pais ou com a avó nunca aconteceu. Ubirajara manteve contato apenas com os irmãos. Todos tiveram uma vida mais digna. Casaram, formaram família, conseguiram emprego. Em mais de uma década de rua, Ubirajara se acostumou a ser chamado de 'preguiçoso' e de 'teimoso'. 'Minha teimosiaé que fez com que eu não desistisse dos meus sonhos. Por mais que todo mundo me criticasse, eu continuei fazendo aquilo que eu acreditava', resume.No ponto de táxi do Mercado da Madalena, onde Ubirajara 'morou' por um bom tempo, os taxistas o definem como um 'rapaz honesto, que vivia estudando, não gostava de trabalhar e tinha um jeito de abestalhado'. Os dias de Ubirajara se resumiam a estudar. Às vezes, nas praças. Às vezes, em bibliotecas públicas. 'Não tinha todos os livros, aí ia para a biblioteca, fazia rascunhos, copiava tudo e levava comigo esses papéis para todos os cantos', conta. Ainda leva, na verdade. A tal pasta dele é repleta de anotações. Todos os tipos. Desde a sua mínima contabilidade (vive com algo entre R$ 2 R$ 5 por dia) até um projeto completo para abrir um negócio próprio. 'Quero ser nanoempresário. Menor do que micro', diverte-se.

O FUTURO
A quele morador de rua encolhido no batente de uma farmácia havia sido o 136º colocado no concurso do Banco do Brasil. A prova do concurso para escriturário do Banco do Brasil tinha 150 questões. Ubirajara acertou 116. Foi o quinto concurso que fez. Havia passado em outros quatro, mas nunca havia sido chamado. No início da semana passada, soube da convocação pela internet - onde vive quase que uma 'vida paralela'. Tem perfil no Ortkut e participa de dezenas de fóruns 'habitados' pelos 'concurseiros'. É conhecido nesse meio pelo apelido de 'Maior Abandonado'. Usa uma foto de Charles Chaplin. 'Sou viciado. Procuro sempre lugares que tenham computadores públicos. Na internet, as diferenças diminuem, não me sinto distante deninguém', conta, fazendouma analogia com a sua 'invisibilidade' como morador de rua. 'Estou aqui nessa esquina todas as noites? Ninguém vem aqui falar comigo. Você veio para me entrevistar. Mas você já tinhasequer me visto aqui?', questiona. A resposta, constrangida, foi 'não'.E foi na internet, em um fórum de discussão para 'concurseiros', que Ubirajara resolveu expor um drama que vinha lhe consumindo em silêncio desde o dia que soube da convocação. Tinha uma dívida de quase R$ 8 mil por empréstimos que fez há anos. E a regra em órgãos públicos é clara: para a contratação ser efetivada, o candidato não pode ter o nome no SPC ou Serasa. Bastou o relato triste para estimular uma verdadeira corrente de ajuda. Uma mobilização virtual que não demoraria para se tornar real. Um amigo que fez na internet se dispôs a pagar parte da sua dívida. Algo em torno de R$ 3 mil. O restante, o próprio Ubirajara pagará em 60 meses com o seu salário (R$ 954, mas que somando outros benefícios pode chegar quase a R$2.000). Dinheiro suficiente para revolucionar sua vida. Para que os seus sonhos, pela primeira vez, possam ser chamados de 'planos'.'Minha vida é como a música de Cazuza: Dias sim, dias não... Vou sobrevivendo sem um arranhão. Da caridade de quem me detesta'

Clique para ver:
Reportagem na Rede Record
Orkut de Wbirajara
*
*
*
Uma história como essa, me faz acreditar mais no Brasil, na nossa gente.
Os mendigos passam pela gente e nem se quer olhamos para eles, fingimos que não vimos e se sentem excluidos. E ai? Eles procuram mostrar que estão ali e de uma forma bem comum hoje. Roubando, agredindo, abusando. Assim eles aparecem.
Me emocionei com a história e fiquei super orgulhosa. O 'maior abandonado', mostrou que pode se aparecer de outra forma, com dignidade, com brilho, coragem.
Podemos mudar isso gente e eles também podem. Viva a Ubirajara!!!!

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Número 7

Falarei um pouco sobre o número sete. Não que seja meu número preferido, que por sinal é o número 3. Mas sim porque existem algumas curiosidades sobre esse número tão misterioso.
O número 7 é com certeza é o mais presente em toda a filosofia e literatura sagrada desde tempos imemoriais, até os nossos dias. O número 7 é sagrado, perfeito e poderoso; afirmou Pitágoras, matemático e Pai da numerologia,sendo, juntamente com todos os ímpares considerado mágico.Pitágoras, foi discípulo de todos os Grandes Mestres do Egito, da Índia, da Grécia, da Fenícia,Caldéia e fundador em Crotona da Escola Itálica. A base de sua doutrina é "a Unidade Divina, absoluta, na qual ele vê a mônada( Unidade simples, indecomponível) das mônadas; a imortalidade da alma a pluralidadedas existências num sentido de evolução; a organização harmoniosa do universo baseada na série dos números, à qual ele atribuía maior poder". Os números são expressões de diferentes processos primordiais, por isso tem significados distintos, eles representam símbolos que se expressam no mundo material e são utilizados para que compreendamos, o que está encoberto pelo"mundo das aparências". A soma de 3 + 4 = 7 está presente em várias religiões. O 3, representado por um triângulo (a Santíssima Trindade, por exemplo), é o Espírito; o 4, representado por um quadrado(a representação dos elementos do mundo físico: terra, água, ar e fogo), é a Matéria. O 7, é o Espírito na Terra, sustentado pelos quatro Elementos, ou a Matéria "vivificada pelo Espírito". É o espírito encarnado. O 7 é um número místico por excelência, indica o processo de passagem do conhecido ao desconhecido; ele detém uma clara relevância, não apenas entre os ocultistas, porém, também em todas as religiões, das mais antigas às mais modernas.


VEJAMOS ALGUMAS CURIOSIDADES RELACIONADOS AO NÚMERO SETE
7 são os dias da semanas
7 dias para a criação do Mundo
7 são as virtudes: Fé, Esperança, Caridade, Prudência, Justiça, Fortaleza e Temperança.
7 são os pecados capitais: Soberba, Ira, Inveja, Luxúria, Gula, Avareza e Preguiça.
7 são os sacramentos da Igreja Católica: Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência, Ordem, Matrimônio e Extrema União.
7 são os braços do candelabro Judeu, indicando os 7 dias da criação.
As 7 Trombetas do Apocalipse
7 são as Obras de Misericórdia: Dar de comer a quem tem fome, Dar de beber a quem tem sede, Vestir os nus, Dar Pousada aos Peregrinos, Visitar os enfermos e encarcerados, Remir os cativos e Enterrar os mortos
7 são as notas musicais com 7 escalas , 7 pausas e 7 valores.
São 7 as cores do Arco- Íris.
7 foram as pragas do Egito.
São 7 os Arcanjos: Miguel, Jofiel, Samuel, Gabriel, Rafael, Uriel e Ezequiel
7 são as Arcanjelinas: Fé, Constância, Caridade, Esperança, Mãe Maria, Dona Graça e Santa Ametista.
O Pai Nosso e a Ave Maria são orações compostas cada uma delas, de 7 orações (frases).
7 são as Leis Universais: Natureza, Harmonia, Correspondência, Evolução, Polaridade, Manifestação e Amor.
7 são os dons do Espírito Santo: Sabedoria, Entendimento, Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade, Temor a Deus.
São 7 as glândulas endócrinas: Hipófise, Tireóide, Paratireoides, Supra-renais, Sexuais, Timo e Pâncreas.
São 7 os nossos chacras :Básico, Esplênico, Umbilical, Cardíaco, Laríngeo, Frontal e Coronário.
7 são os grandes mensageiros: Krisna, Buda, Lao-Tse, Confúcio, Zoroastro, Moisés e Jesus.
No sonho do Faraó (Bíblia) tinha 7 vacas gordas, 7 vacas magras, 7 espigas cheias, 7 espigas definhadas . José decifrou o sonho como = 7 anos de fartura e 7 anos de seca.
7 são as personalidades de Deus ( segundo Zoroastro ) : Luz Eterna, Onisciência, Retidão, Poder, Piedade, Benevolência e Vida Eterna.
7 meios tem o homem para se tornar puro ( segundo o Budismo) :Domínio de si mesmo, Investigar a verdade, Energia, Alegria, Serenidade, Concentração e Magnanimidade.
7 são as virtudes:Humildade, Liberdade, Castidade, Paciência, Abstinência, Caridade e Diligência.
7 são as igrejas iniciais do Cristianismo: Éfeso, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Esmirna, Filadélfia e Laodicéia.
7 são as Obras de Misericórdia Espiritual: Dar um Bom Conselho, Instruir os Menos Esclarecidos, Corrigir os que Erram, Consolar os Aflitos, Perdoar as Injúrias, Suportar Pacientemente as Fraquezas do Próximo e Rezar pelos vivos e Falecidos.
A Lua tem 4 fases de 7 dias cada.
No Apocalipse de São João encontramos: 7 Estrelas, 7 Igrejas, 7 Cornos, 7 Selos, 7 Candelabros, 7 Anjos, 7 Trombetas, 7 Coroas, 7 Trovões e 7 Taças.
70 x 7 é a conta do perdão.
7 foram as Chagas de Cristo
7 foram as Horas de agonia do Mestre Jesus
7 anos gastos na construção do Templo de Salomão
7 casais de cada espécie de animal postos na Arca de Noé
No 7º mês a Arca de Noé repousa no Monte Ararat
Seth (7) era o nome do irmão de Osíris (Egito Antigo)
São 7 os altares, 7 os bezerros e 7 os carneiros de Balac
7 deuses da antiga mitologia chinesa
Os Deuses do Olimpo tinham 7 formas
7 são os planos da evoluçãoManifesto das Sete Artes: Música, Pintura, Escultura, Arquitetura, Literatura, Coreografia e Cinema

Mais sobre o assunto você pode encontrar no: Livro de Urântia, Parte I/A Magia do número sete "Number seven", by Helena Blavatsky/O Setenário e a unidade O número sete na Bíblia e no Cristianismo "http://pt.wikipedia.org/wiki/Ocorrências_do_Número_Sete"

sexta-feira, 13 de junho de 2008

SÁBIO CHINÊS

Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente, quando vê um chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado.
Ele se vira para o chinês e pergunta: - Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz?
E o chinês responde: - Sim, quando o seu vier cheirar as flores!!!

"RESPEITAR AS OPÇÕES DO OUTRO, EM QUALQUER ASPECTO, É UMA DAS MAIORES VIRTUDES QUE UM SER HUMANO PODE TER."

"AS PESSOAS SÃO DIFERENTES, AGEM DIFERENTE E PENSAM DIFERENTE. NUNCA JULGUE. APENAS COMPREENDA!!"

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Danette ou Chandelle Caseiro

INGREDIENTES

* 500 ml de leite

* 1 lata de leite condensado

* 1 gema

* 3 colheres (cheia) de amido de milho

* 1 xícara de achocolatado em pó 1 lata de creme de leite


MODO DE PREPARO

Bata todos os ingredientes no liquidificador, menos o creme de leite. Depois de batido, leve ao microondas por 12 minutos na potência alta. A cada 4 minutos, olhe e mexa com uma colher. Após 12 minutos, tire do microondas e deixe esfriar. Coloque o creme de leite no liquidificador ou batedeira e junte com porção pronta. Após ter batido no liquidificador (batedeira), coloque numa vasilha ou forma de sua preferência e leve a geladeira.

Sirva gelado.

E bom apetite!!!




- Nota: Fica uma delicia como cobertura de bolo, sorvete... e se preferir além do achocolatado em pó você pode adicionar 2 colheres de chocolate (em barra) derretida.

É difícil ser virginiano

Sabe aqueles momentos em que nos cansamos do mundo, não queremos conversas, criticamos tudo e todos, irritados com tudo, nos magoamos com tudo ou às vezes simplesmente sumimos?
Entendam-nos... É só uma fase!!!!

É difícil ... Super difícil nos entender às vezes!!
Falo isso porque às vezes nem nós nos entendemos!!



É dificil ser virginiano:
* Porque as pessoas não nos entendem...
* Porque somos sensíveis
* Porque palavras e gestos nos magoam muito fácil
* Porque precisamos muito de atenção
* Porque temos que explicar tudo e a todos
* Porque nem todos têm a mesma percepção que nós temos
* Porque às vezes queremos que os outros adivinhe o que sentimos e precisamos hehehe
* Porque esperamos muito dos outros
* Porque somos muito organizados, e mesmo quando não somos tão organizados assim, odiamos a bagunça dos outros.
* Porque nos criticamos muito
* Porque somos inseguros às vezes (ou sempre)
* Porque somos perfeccionistas
* Complicados
* Chatos
* Detalhistas
* Desligados


Mas também:
. Somos pessoas super agradáveis
. De bom coração
. Responsáveis
. Cuidadosos
. Sabemos a hora de começar e parar
. Quentes
. Nos empenhamos ao máximo para agradar quem amamos
. Surpreendentes

. Sensuais
. Fieis
. Carinhosos
. Dedicados
. Prestativos
. Justos
. Amigos de verdade
. Temos a pegada
. Somos ótimos em tudo que fazemos

Tudo que queremos é compreensão, atenção, carinho, espaço e muito apoio... Sempre!!

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Receita - Brigadeirão

•Ingredientes•
2 latas de leite condensado
2 latas de leite
5 ovos
1 colher de requeijão
6 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de margarina

•Modo de Preparo•
Bata todos os ingredientes no liquidificador e despeje em uma fôrma para pudim de tamanho grande (plástico), untada com manteiga. Leve ao microondas por 9 minutos e 30 segundos na temperatura alta • Deixe esfriar e desinforme. Salpique com chocolate granulado.

terça-feira, 3 de junho de 2008

Começando

A partir de hoje dedicarei um pouco do meu tempo para esse blog.
Estarei dividindo com todos um pouco da minha vida, claro que isso não é o importante pra mim.
Pois como dizem: "Não devemos satisfações a ninguém. Os amigos não precisam. E os inimigos não acreditam." rssss
Mas sim porque isso me ajuda um pouco, é uma forma de desabafar, e uma forma solida de falar dos pequenos problemas do dia-dia.
Vai ter dia que não vou querer nem olhar pra isso aqui, mas vai ter dia que vou achar um máximo. Postarei letras de músicas do meu momento, textos preferidos, piadas, falarei dos meus trajetos, da minha vida maravilhosa com meu esposo, das ansias, dos medos, das alegrias e dores.
Espero que gostem.

"O Senhor é meu pastor e nada me faltará." Amém